Dicas para as dioceses em tempos de isolamento social

Destaques Formação Ministérios

A nova pandemia de coronavírus nos trouxe medo, insegurança e nos fez repensar toda a nossa vida. Ao contrário das coisas ruins que as epidemias e o isolamento social nos trouxeram, ainda podemos nos beneficiar desse momento que ainda assola o mundo, como o autoconhecimento, a valorização da saúde e a ênfase na saúde. Tenha uma fé viva em Deus, especialmente a apreciação de se dar bem com a família.

Nesse período, aprendemos a nos isolar do mundo, ao mesmo tempo em que nos afastamos das atividades cotidianas e nos aproximamos da família. Às vezes estamos muito ocupados com o trabalho, o estudo, a alimentação e o sono, o cansaço supera as várias opções de aproveitar a vida em família. Assim como continuamos a implementar rotinas rígidas, nem tudo mudou, mas agora prestamos mais atenção aos pequenos detalhes de nossas vidas!

Assim como nós e nossas famílias devemos nos adaptar e nos adaptar a este “novo mundo”, o mesmo acontece com a diocese! Renovar e remodelar-se e manter os fiéis ativos na comunidade tornou-se um trabalho diário. Portanto, neste período de isolamento social, damos aos residentes da paróquia algumas habilidades para torná-los mais íntimos com os fiéis em casa e ajudar neste momento a se tornar Mais momentos de aprendizagem e valorização da fé!

#Como manter o público ativo por meio das redes sociais?

Sabemos que é um dia difícil para toda a população, razão pela qual a interação da freguesia no isolamento social é tão importante! Neste momento de isolamento, postagens de esperança nunca foram tão importantes. Sabendo como utilizá-las, as redes sociais são grandes aliadas neste momento, pois a audiência online tem crescido muito, o que facilita a interação com quem já utiliza a comunidade com muita frequência, e dependendo da cobertura e do conteúdo, pode até trazer Mais seguidores! Agora é o momento ideal para divulgar o evangelho no ambiente digital! Tire a paróquia da caixa e encontre maneiras alternativas de ensinar.

O Instagram possui diversas ferramentas que permitem a interação, mas cuidado, você precisa estar atento aos menores detalhes: escolha imagens de alta qualidade e link para o conteúdo que deseja transmitir. Este conteúdo deve ser do interesse do seu público, pois só assim você poderá atrair a atenção e promover a interação, não basta ter essas ferramentas e não saber utilizá-las.

Se houver interação entre os paroquianos socialmente isolados e os paroquianos, por favor, entenda que isso começa de uma forma simples: interagir com eles! Sim, a diocese precisa dar o primeiro passo, seja respondendo aos seguidores diretamente, em comentários ou em resposta à história, é importante interagir o máximo possível.

Se a Paroquia tem muitos adeptos, esta interação pode eventualmente requerer uma atenção especial e pode demorar mais tempo, e se esta for a realidade da sua freguesia, que está a sofrer com este isolamento social e perda de seguidores, por favor utilize Algumas ferramentas para gerenciar o Instagram podem atender a essa necessidade, além de ajudar você a gerenciar sua conta todos os dias.

#Faça publicações com frequência

Publicações frequentes despertam o interesse das pessoas e mostram a preocupação da diocese em manter essa conexão com os fiéis, mostrando que mesmo no isolamento social ainda podemos nos aproximar (virtualmente claro). Poste frases, doutrina, curiosidade, notícias da igreja, principalmente: espalhe esperança!

#Mantenha seu publico sempre informado

Se a sua paróquia, neste momento de isolamento social, está fazendo algo diferente, como missas drive-in (missas nos carros), lives de missas, rezando o rosário, ou mesmo abrindo a paróquia para receber os fiéis com segurança, é importante que esta informação esteja bem visíveis no perfil das redes. Faça postagens com os horários e convidando o público a participar nos programas que a paroquia teve de se adaptar neste momento de isolamento. É importante realizar lives ou mesmo vídeos do pároco dando uma bênção, reflexão, uma palavra de fé, ou mesmo rezando pelo fim da pandemia, tudo isso gera esperança e fortalece quem está ainda mais distante da igreja neste período.

#Faça desafios

Mesmo que o número de pessoas online tenha aumentado, é importante destacar que as pessoas são monótonas, ou seja, vêem o conteúdo, acham a iniciativa divertida, mas é isso! O famoso “rolar o feed de noticias” só para passar o tempo”. Portanto, prepare desafios para que os paroquianos saiam de sua zona de conforto, como sair da cama e se dedicar à oração por 10 minutos, ler e compartilhar um versículo bíblico diariamente, criar o hábito de agradecer todos os dias antes de dormir e assim por diante.

“Quem é a mãe de Jesus?”

Jesus ressuscitou dos mortos no terceiro dia?

Certo ou errado? ” “Qual é o primeiro livro da Bíblia?”

Esses e outros problemas podem gerar muita interação, o que pode não acontecer imediatamente, mas se você agir nesse sentido, seu público pode começar a participar em algum momento e as coisas começam a pegar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *